segunda-feira, 30 de junho de 2008

Há 50 anos

Eu ainda esperei mas nenhum colega aqui comentou o dia de ontem, 29 de junho. E têm-se falado tanto sobre o assunto atualmente, TV, internet, jornais, todos falam do que aconteceu há 50 anos atrás, quando a única seleção com negros na Copa do Mundo ganhou o campeonato. A única seleção não européia a vencer o torneio na Europa, batendo os donos da casa sem cerimônia por 5x2, de virada.

Há 50 anos (e um dia) o Brasil ganhou pela primeira vez uma Copa do Mundo e a partir dali sim se tornou o país reconhecido como o melhor no esporte. Uma seleção que tinha, Pelé e Garrincha e que mesmo assim teve o melhor jogador em Didi, o Príncipe Etíope, chamado de Mister Football na época. Aliás, Nilton Santos, maior lateral esquerdo da história, já dizia que, naquela época, a seleção era Pelé, Garrincha e o resto. Com esses dois em campo o Brasil nunca perdeu.
A partir desse campeonato até o negro brasileiro passou a ser mais respeitado, aqui e lá fora. Foi uma novidade para os suecos ver aqueles atletas de pele escura e cabelo de "molinha". Até os apelidos dos jogadores eram novidade (hoje todos eles têm nome e sobrenome, parece coisa de artista de TV).

Foi a primeira delegação brasileira com uma formação mais profissional, com psicólogo, dentista, podólogo, chefe de delegação.

A partir daquele campeonato, o mundo passou a respeitar o futebol do Brasil, perdemos o complexo de vira-lata que vinha desde a Copa de 50. Muitos jogadores daquela época ainda são visto como os melhores em suas posições, aquela seleção ainda é apontada como a melhor do Brasil por muitos. E os jogadores da seleção atual não sabem quase nada sobre aquele time. Talvez eles sejam lembrados como a primeira seleção a não se classificar para uma Copa do Mundo.

Abaixo, dois links com matérias dedicadas ao aniversário da primeira Copa do Mundo conquistada pelo Brasil.

http://oglobo.globo.com/especiais/memoria/copa58/
http://globoesporte.globo.com/Esportes/0,,15689,00.html

5 comentários:

Gabriel disse...

acho que é uma data já muito distante para nós...mas deve ser celebrada com toda a pompa e como de fato está ocorrendo, devemos saudar esse heróis que colocaram o Brasil no mapa do futebol e a reboque colocou o Brasil no mapa do mundo...Devemos brindar e celebrar esses heróis...Saúde!!

Debora Ferreira disse...

Aquela seleção é "O" exemplo. Eu acho que deveriam colocar os jogadores daseleção dehoje pra viver um pouquinho da situação que eles viveram, com baixos salários, preconceito e etc., pra ver se eles criavam vergonha e ganhavam alguma coisa !

Lulu on the Sky® disse...

Passou uma reportagem no Esporte Espetacular sobre isso vc viu?
Big Beijos

Thiago Forrest Gump disse...

Aquela seleção mais a de 70 e a de 82. Foram as melhores!

Edgard disse...

Uma homenagem mais do que justa pros jogadores que começaram a história campeão do Brasil nas copas.

A imprensa e o governo também fizeram um ótimo trabalho, procurando os envolvidos naquela copa. E vemos histórias comoventes, como a do reserva Moacir, hoje morando no Equador, que não tem nem dinheiro pra comprar os remédios que precisa. E diz que a federação equatoriana de futebol o ajuda, coisa que a CBF deveria estar fazendo com o recurso dos seus contratos milionários e amistosos caça-níqueis da seleção ...

http://globoesporte.globo.com/Esportes/Noticias/Times/Selecao_Brasileira/0,,MUL605835-15071,00-MOACIR+CANCER+DE+PROSTATA+E+CASA+PRESTES+A+DESABAR+ATORMENTAM+O+CAMPEAO+DE.html