quinta-feira, 23 de setembro de 2010

Tudo pra Sul-Americana ter sentido!

Ser o campeão da Libertadores não garante para o país vencedor uma vaga a mais na edição seguinte. Essa vaga será preenchida com o campeão da Sul-Americana.

Como o Internacional é o atual campeão da Libertadores, apenas os três primeiros do campeonato brasileiro estarão classificados para a do próximo ano. Por isso, anotem aí, o G-4 do Brasileirão passou a ser G-3.

Além das cinco vagas garantidas para o Brasil, a Conmebol também instituiu que a Argentina terá o mesmo número de vagas, enquanto Bolívia, Colômbia, Chile, Equador, Paraguai, Peru, Uruguai, Venezuela e México terão apenas três cada.

E a única maneira de um país ter um representante a mais no torneio é conquistando também a Sul-Americana.

Achei justo. Antes dessa decisão eu via a Sul-Americana como um campeonato sem sentido algum. Agora tá valendo! ;]

7 comentários:

Murdock disse...

Então a Sul Americana dá uma vaga a mais enquanto a Libertadores não? Mas qual dos dois campeonatos vale mais? E mexicano continua tendo vaga mesmo sem poder disputar o Mundial, né?

Pra mim está tudo errado, nada faz sentido mas a Conmebol está com medo dos times brasileiros que chegam com força e se não forem obrigados a se cruzar antes acabam fazendo a final da Libertadores. O Brasil tem mais times fortes do que os outros países e merece mais vagas sim.

Anna Flávia disse...

Não acho que o Brasil merece mais vagas, cinco já está mais que suficiente.

Se o time brasileiro for forte mesmo, que fique entre os três melhores do brasileirão, vença a Copa do Brasil ou a Sul-Americana. Isso se já não tiver vencido a Libertadores, como é o caso do Inter.

Matheus Marques disse...

Eu concordo que a Sul-Americana não fazia o menor sentido...
Agora pelo menos as equipes vão disputá-la com mais ânimo, né.
Fico emburrado por ter menos vagas, claro. Mas faz total sentido, a decisão tomada.

Í.ta** disse...

para mim continua sendo um erro. o time que se classificar para a sulameriquem terá mais chances de disputar uma vaga à libertadores para o ano seguinte: copa do brasil, brasileiro e sulameriquem. enquanto que o time que se classificar para a libertadores, jogará somente brasileiro e libertadores valendo vaga à liberta do ano que vem. confuso ? tão confuso e patético quanto o calendário que insistem em fazer acontecer...

Anna Flávia disse...

Nunca aceitei com bons olhos a sul-americana, justamente pelo calendário de jogos. Mas acho válido que, se não vão acabar, pelo menos dêem algum sentido (que não seja apenas o prêmio em dinheiro).

Anna Flávia disse...

Nunca aceitei com bons olhos a sul-americana, justamente pelo calendário de jogos. Mas acho válido que, se não vão acabar, pelo menos dêem algum sentido (que não seja apenas o prêmio em dinheiro).

Felipe disse...

A vaga na Sul-Americana já havia sido decidida há meses. Não é o ponto principal das críticas.

A Conmebol tem o dom de meter os pés pelas mãos. Ao "tomar" uma vaga do país que ganha a libertadores, ela está punindo aquela nação que tem o melhor desempenho no melhor torneio. Por que a Sul-Americana tem uma vaga independente e a Libertadores não? Isso não tem lógica. Ou a Libertadores dá vaga fora das cinco definidas ou as duas competições (Libertas e Sula) dão vagas fora das previstas. O que não dá é só a Sul-Americana ter uma vaga específica.